Quarta, 12 de Junho de 2024 21:29
62 99885-9898
Anúncio
Cidades Maio Laranja

Campanha marca o mês de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantojuvenil

Prefeitura de Rio Preto promove ações para sensibilizar população sobre a importância de denunciar crimes contra crianças e adolescentes

09/05/2024 18h45
Por: Harley Pacola Fonte: Comunicação/Prefeitura de Rio Preto
Campanha marca o mês de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantojuvenil

A Campanha de combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantil ganha destaque nas ações da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) e rede parceira durante o mês de maio. O objetivo é sensibilizar a sociedade para combater e prevenir toda forma de violência contra crianças e adolescentes.

 

A campanha Maio Laranja remete ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes, celebrado anualmente em 18 de maio. Embora as ações de divulgação e sensibilização da população ocorram de forma contínua ao longo do ano, ganham maior ênfase e intensidade durante o mês de maio, em virtude desta data.

 

As ações são realizadas por meio de palestras, oficinas, rodas de conversa, intervenções artísticas e atividades integrativas promovidas pelos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), Centros de Referência Especializados de Assistência Social (CREAS) e Centros de Convivência da Família, Juventude e Idoso, em parceria com a rede de atendimento às crianças e adolescentes e demais políticas públicas. As atividades vão percorrer todas as regiões do município.

 

A secretária de Assistência Social, Helena Marangoni, destaca que a proteção das crianças e adolescentes é responsabilidade de todos. “Por isso, caso suspeite ou tenha conhecimento de qualquer situação de violência, é essencial denunciar. Abuso e exploração sexual infantojuvenil são crimes e uma simples ligação pode salvar vidas”.

 

Para os grupos do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) de até 6 anos dos CRAS, Programa Primeira Infância no SUAS, creches e escolas de educação infantil, as atividades acontecem de forma lúdica. A ideia é fomentar o assunto por meio de contação de histórias com fantoches, atividades recreativas e cartilhas lúdicas, para orientar e ajudar a criança a identificar as partes do corpo que não devem ser tocadas, os tipos de toques e abordagens que devem ou não aceitar.

 

“Neste caso, existe toda uma orientação para as crianças compartilharem suas inseguranças com um adulto de sua confiança, seja na família, escola ou em outros grupos de apoio e convivência”, finalizou a secretária.

 

Secretaria de Saúde

A Secretaria de Saúde, por meio das Unidades Básicas de Saúde (UBS) e dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) – álcool e drogas, também intensificou a campanha. No CAPS AD Norte, 7/5, a assistente social, Jane Macedo, conduziu uma roda de conversa sobre o Maio Laranja, para o grupo de Qualidade de Vida - Eldorado.

 

Na mesma data, a equipe da UBS Jardim Americano criou um display do Zé Gotinha, com a atividade “Semáforo do Toque – partes do corpo que não podem ser tocadas”, para alertar crianças e adolescentes. O tema será trabalhado de diversas maneiras ao longo do mês nas salas de espera das UBS.

 

Como denunciar

A denúncia pode ser realizada tanto ao Conselho Tutelar quanto à Delegacia de Defesa da Mulher – DDM, especializada em crimes contra crianças e adolescentes. Além disso, o Disque 100, destinado à violação de Direitos Humanos, está disponível para receber denúncias, bem como o 190 da Polícia Militar, em caso de emergência.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.